Revitalização de Lisboa privilegiará pedestres

Revitalização de Lisboa privilegiará pedestres

Movimento Conviva

A capital portuguesa, Lisboa, planeja uma revitalização urbana que dará privilégio aos pedestres.

A partir desse mês de março, as obras na região central, com orçamento de 7,5 milhões de euros (aproximadamente 30 milhões de reais), envolve tornar as calçadas mais amigáveis, implementar ciclovias e abrir espaço para novas praças.

>> Em Lisboa, bikes viram táxi

O objetivo do planejamento, que faz parte do projeto “Uma praça em cada bairro”, é que a convivência no espaço público de Lisboa seja mais democrática e segura.

Alguns locais que serão drasticamente modificados hoje são espaço voltado ao estacionamento de automóveis.

A Avenida da República, por exemplo, terá mais árvores, calçadas mais largas e áreas para descanso, além de uma ciclovia que segue pela Avenida Fontes Pereira de Melo – que ganha um corredor de árvores e espaço para pedestres na área central.

A Praça Duque de Saldanha, por sua vez, terá suas áreas verdes reorganizadas e mais pontos de táxi.

As obras devem durar cerca de nove meses.