Parque Augusta irá sair do papel

Parque Augusta irá sair do papel

Movimento Conviva

O Parque Augusta deve finalmente sair do papel, graças a uma negociação entre o Prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB) e as construtoras donas do terreno, Setin e Cyrela.

O espaço deve ser revitalizado para se tornar aberto à convivência dos moradores da região, mas foi alvo de polêmicas quando as construtoras quiseram colocar ali seus empreendimentos imobiliários.

Para solucionar o embate, Doria busca terrenos públicos que tenham o mesmo valor que o espaço do Parque Augusta e, então, oferecê-los às iniciativas privadas.

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), ofereceu terrenos públicos para indenizar as construtoras Setin e Cyrela, donas do terreno do futuro parque Augusta, na região central da cidade.

Segundo o portal G1, a Setin e Cyrela agora serão donas de um terreno da subprefeitura de Pinheiros e parte do prédio da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

Dessa forma, o terreno em que será revitalizado o Parque Augusta, fica sob a gestão da Prefeitura de São Paulo, mas com projeto básico de implementação do parque sob responsabilidade das próprias construtoras.

As empresas ainda deverão, segundo o G1, se responsabilizar pelas despesas de iluminação, segurança e preservação ambiental do parque. Além disso, vão construir a nova prefeitura regional de Pinheiros, um centro para moradores de rua e uma creche.

A ideia é que todos os trâmites legais sejam concluídos ainda este ano para que o parque já esteja pronto no início de 2018.

Movimento Conviva

Instagran Youtube

Ciclofaixa São Paulo

Instagran Youtube

Ciclofaixa Osasco

Instagran