Motoristas e ciclistas em harmonia

Motoristas e ciclistas em harmonia

Movimento Conviva

Motoristas e ciclistas podem (e devem) conviver

Foto: Alan Sirulnikoff/First Light/Corbis.

Ainda há muito o que alcançar nesta relação, mas cada pequeno avanço para a convivência em harmonia de motoristas e ciclistas é motivo de sobra pra ser comemorado e divulgado.

Nós do Movimento Conviva falamos para o Brasil, já fizemos posts de diversos estados, de interior, de praia, de estrada, de cidade grande até de aeroportos, mas sempre procuramos focar no assunto em si e como ele pode ser útil para qualquer cidade, estado e bairro. Dessa vez não será diferente. O exemplo vem de São Paulo, mas deveria ser seguido por todas as cidades possíveis e o relato das ações tomadas na capital paulista tem um objetivo: informar e mobilizar ações similares de Norte a Sul do País.

Imagem: reprodução.

Maior cidade e o maior tráfego urbano do País, São Paulo tem os efeitos negativos da urbanização sem planejamento catalizados de forma assustadora. Mas mesmo a dificuldade devido ao tamanho da cidade e da profusão de problemas viários, nada disso impediu que a sociedade se mobilizasse em forma de ativismo para lutar que as bicicletas passem a ser aceitas como veículo e meio de transporte legítimo e oficial.

Organizados em ONGs, grupos, atuando nas ruas, na internet, em encontros com as autoridades os cicloativistas têm conseguido pequenos avanços. Não estamos dizendo que São Paulo é uma cidade “cicloamigável”. Ainda falta muito pra isso: ciclovias, campanhas, sinalização, conscientização. Mas estas conquistas recentes têm que ser compartilhadas. É o caso das CicloFaixas de Lazer que hoje estão em todas as regiões, do mapa das Ciclorotas e o consequente investimento em sinalização nestas áreas.

Desta vez, a vitória é o engajamento da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) para proteger os ciclistas. A ação será em duas frentes: fiscalização e orientação.

Desde o dia 14 de maio, 2,4 mil agentes de trânsito estão orientados a autuarem motoristas que desrespeitarem e colocarem em risco ciclistas com multas de R$ 53,20 a R$ 127,69 e até 5 pontos na carteira de habilitação. A fiscalização ocorrerá nos pontos onde ocorreram o maior número de acidentes envolvendo ciclistas nos últimos anos. Outra novidade é que 10 agentes, que foram treinados pelo Repórter Conviva André Pasqualini, farão esta fiscalização de bicicleta.

Então para encerrar o post vamos compartilhar os textos das 500 faixas espalhadas por pontos de grande tráfego da cidade, com orientações tanto para motoristas, quanto para ciclistas de como agirem nas vias e assim conviverem em harmonia, o lema do nosso Movimento Conviva.

 

–   Motorista: Dê Prioridade ao Ciclista

–   Motorista: Nas conversões, dê preferência para o ciclista

–   Motorista: Reduza a velocidade ao ultrapassar o ciclista

–   Motorista: Evite autuações – Respeite o ciclista

–   Motorista: Mantenha distância segura

–   Ciclista: Ande no bordo direito da pista

–   Ciclista: Respeite a sinalização de trânsito

–   Ciclista: Ando no sentido de circulação da via

–   Ciclista: Respeite o semáforo – Bicicleta também é veículo

–   Bicicleta é Veículo

 

Como colocamos no começo do texto, vale a pena se mobilizar e lutar pela convivência, pelo compartilhamento do espaço público. Qualquer que seja o seu modal de transporte, você tem o direito de ir e vir como qualquer outro cidadão. Vamos conviver em harmonia! 🙂

 

 

Movimento Conviva

Instagran Youtube

Ciclofaixa Osasco

Instagran