Miniparques para convivência em SP

Miniparques para convivência em SP

Movimento Conviva

Pequenos espaços inutilizados pela cidade poderão se transformar em miniparques. A ideia dos “pocket parks” surgiu nos Estados Unidos há mais de 40 anos e, agora, chegam em São Paulo por incentivo do novo Plano Diretor paulista.

Pocket Park em Nova Iorque. Foto: reprodução

As áreas de convivência, propícias a pausas e lazer dos pedestres, são uma forma inteligente de utilizar espaços que não são suficientes para o abrigo de equipamentos públicos.

>> Parklets: vaga de carro vira espaço de convivência
>> Comunidade transforma lixão em parque

O vereador Nabil Bonduki (PT) é o relator do novo Plano Diretor e disse, ao Estadão, que a ideia é que os miniparques possuam, além de área verde, bancos e mesas.

Foto: reprodução

Segundo ele, a ideia é parte de um projeto mais amplo, que abrirá os pavimentos térreos de prédios comerciais ou residenciais para tornar mais confortável a circulação de pedestres. Um bom exemplo é o Conjunto Nacional, que fica na Av. Paulista, e tem abertura para quatro ruas.

No dia 16 de abril, foi inaugurada uma área de convivência em São Paulo, nos arredores da Av. Paulista.

Movimento Conviva

Instagran Youtube

Ciclofaixa São Paulo

Instagran Youtube

Ciclofaixa Osasco

Instagran