Melhores metrôs do mundo

Melhores metrôs do mundo

Movimento Conviva

É comum que o brasileiro que viaja para o exterior use o transporte público no país que visita. Eles vão de ponta a ponta das pequenas cidades europeias ou das grandes metrópoles orientais.

Os metrôs fazem parte do deslocamento intermodal para muita gente por todo o planeta. E, enquanto caminhamos para o aumento das linhas e até metrô 24h nas metrópoles brasileiras, vamos babar nas estações mais eficientes do mundo.

O apanhado que reproduzimos aqui foi feito pela CNN, que lembra, inclusive, a dimensão do metrô de São Paulo – que transporta cerca de 3,3 milhões de passageiros todos os dias.

Hong Kong
Superlimpo, conecta praticamente todas as esquinas da cidade chinesa. É barato e tem Wi-Fi em suas 42 estações. Além disso, possui sinalização em braille, locais para comer, bancos para retirada de dinheiro e banheiros públicos. O sistema de pagamento, o Octopus card, funciona muito além do metrô – lojas e restaurantes, por exemplo.

Seoul
São nove linhas operadas por 3 diferentes empresas. Nelas, funciona celular e há conexão Wi-Fi. Muitos vagões têm TV e climatizadores – o que inclui bancos quentinhos no inverno.

Cingapura
O SMRT já abocanhou importantes prêmios, como o de melhor eficiência energética, mais tecnologicamente inovador e até o mais cheiroso.

Se o MetroRail Awards concedeu tantas estátuas aos vagões de Cingapura, só nos resta revelar que, para fugir do calor da cidade em dias quentes, muita gente dá um pulinho no metrô – seu sistema de ar-condicionado é excelente.

Londres
Na área desde 1863, o London Tube foi o primeiro metrô subterrâneo do mundo. No total, completa 1 bilhão de jornadas por ano.

Paris
Em apenas 88 km, o metrô da cidade da luz condensa 245 estações em 14 linhas. Ou seja, pra que andar em Paris, certo? 😛

Madrid
O sexto maior sistema de metrô do mundo tem 295 km de extensão, além de 396 estações extras no subúrbio. Curiosidade: o metrô da capital espanhola possui nada menos que 1.656 escadas rolantes.

Nova York
O sistema que nunca fecha é sonho de todas as nações que não possuem metrô 24h. NY tem e, além disso, agrega apresentações artísticas de todos os tipos – um poço de diversidade para locais e turistas.

Tóquio
A tecnologia que só os japoneses fabricam se mostra presente no metrô, que é super rápido, superpontual, supertudo. Pra dar um tapa na cara de qualquer sistema, os japoneses transportam, em suas 102 linhas, 14 bilhões de passageiros ao ano.

Guangzhou
A cidade chinesa abriu seu primeiro metrô em 1997 e uma segunda linha em 2002. Em 2004, quando  cidade foi nomeada sede dos Jogos Asiáticos de 2010, os investimentos explodiram: 11 bilhões de dólares voltados ao sistema de transporte em apenas 6 anos. Resultado: 144 estações em 236 km de extensão!

 

Foto de capa: Gustavo Heldt, Mapa de Londres