Mais uma vaga viva em SP

Mais uma vaga viva em SP

Movimento Conviva

Quem mora em São Paulo está acostumado a chamar a metrópole, carinhosamente, por “cidade de pedra”. Muito concreto, muito cinza. Mas quem transita daqui pra lá, de cá pra lá, são pessoas – e é para os pedestres que a cidade ganhou temporariamente uma área de convivência.

O parklet, ou “vaga viva”, instalado na esquina da Av. Paulista com a Rua Padre João Manuel, foi criado pelo Instituto Mobilidade Verde. Duas áreas equivalentes à vaga de um carro já haviam sido transformadas em um espaço de convivência esse ano, nos bairros Vila Buarque e Itaim.

>> Pista de dança na vaga do carro

No cubículo que caberia apenas um carro, na avenida principal da cidade, foram colocados bancos como incentivo a uma paradinha para conversa, café, leitura ou apenas descanso e observação.

Esse parklet foi parte da programação da Bienal de Arquitetura, e permaneceu até o dia 12 de dezembro.

A ideia das vagas vivas é estimular a convivência e ocupação da rua, que muitas vezes é apenas vista e usada como passagem até a chegada ao destino.

Essas zonas verdes, famosas pelo mundo como parklets, surgiram em São Francisco, nos Estados Unidos, e se espalham pelo mundo como estímulo à humanização das cidades. Pare, olhe, aprecie. Conviva.

 

Fotos: Mobilidade Sustentável

 

 

Movimento Conviva

Instagran Youtube

Ciclofaixa São Paulo

Instagran Youtube

Ciclofaixa Osasco

Instagran