Mais ciclovias: novas dicas de segurança para pedalar em SP

Mais ciclovias: novas dicas de segurança para pedalar em SP

Ciclofaixa, Movimento Conviva

Com as novas ciclovias, mais ciclistas dominam as ruas da cidade de São Paulo. Afinal, até o final de 2016, a capital contemplará 400 km de vias exclusivas para bicicleta.

Você, que está chegando agora, sabe como manter a sua segurança nas ruas e avenidas? Vamos por partes – ou melhor, por tópicos:

1. Domine o básico – Pedale sempre na faixa da direita e sinalize suas ações (virar, parar, desviar de um buraco). Se estiver escuro, faça-se visível. É simples e nós já falamos sobre isso aqui.

2. Ocupe a via – Parece que você já leu isso em algum lugar, mas alguém te disse que “não, é melhor pedalar próximo à guia”. É mais ou menos a mesma coisa que um vegetariano ouve sobre “não é saudável parar de comer carne”.

Então, embora você precise ir contra muitos argumentos, saiba que é menos arriscado pedalar no meio da faixa. Caso você se sinta inseguro, vá aos poucos e fique em torno de ⅔ da pista. É importante se impor. Você é um veículo, você é parte do trânsito – e não uma peça a ser jogada de canto, ok?

3. Use as ciclovias – Muitos ciclistas ainda pedalam fora das ciclovias em trechos onde elas existem. Não é mentira, não. Essa cena é comum de ser vista, principalmente quando a pessoa é mais velha e também vem com a cultura de que “pedalar na contramão é mais seguro, pois estou vendo os carros”.

Quando ver o início de uma ciclovia, sinalize que vai parar – de preferência em uma faixa de pedestres, para atravessar com segurança – e aguarde para fazer a transição. Falando nela…

4. Da rua para a ciclovia, e vice-versa – Sim, muitas ciclovias estão no canteiro central. A maioria delas. E ali em cima você leu que é preciso ocupar a faixa da DIREITA, correto? Sim, também. Não dê uma de maluco. Você tem direito de estar nas ruas, mas precisa mudar faixa por faixa, aguardando consentimento de cada motorista.

Caso o trânsito esteja fluido e os automóveis em alta velocidade, simplesmente sinalize e pare à direita, em um farol, e espere o mesmo fechar para mudar de lado e ocupar a ciclovia. Sua pressa não vale uma vida. 😉

5. A sinalização das ciclovias – É muito especial quando pedalamos com segurança em uma via só para nós, ciclistas. Ainda mais emocionante ver aquele semáforo com bicicletas – em verde ou em vermelho, para seguirmos ou pararmos. Mas é o seguinte: as ciclovias de mão dupla em uma rua de mão única podem não estar totalmente sinalizadas ainda. Nesse caso, é ESSENCIAL reduzir a velocidade ou até mesmo parar, quando estiver no sentido contrário da vida para automóveis, já que o semáforo estará de costas para você.

6. Conheça o Código de Trânsito Brasileiro e converse com um Bike Anjo – Praticar antes de se jogar nas ruas, especialmente em uma grande metrópole como São Paulo, aumenta a sensação de segurança. Chame um voluntário do Bike Anjo e estude um pouco os artigos da Lei que falam sobre a bicicleta. Você pode ultrapassar veículos quando o trânsito está carregado, sabia? Mas só quando estiverem todos parados – assim que andarem novamente, ocupe a via como um deles.

São pequenos detalhes que mudam a experiência, tornando o pedal mais agradável e, claro, mais seguro. E um bike anjo vai te guiar muito bem nesse caminho também.

Boas pedaladas! #convivacomsegurança

Movimento Conviva

Instagran Youtube

Ciclofaixa São Paulo

Instagran Youtube

Ciclofaixa Osasco

Instagran