Globo lança caderno sobre mobilidade

Globo lança caderno sobre mobilidade

Movimento Conviva

A Rede Globo lançou, em Abril (11/04), o Caderno Mobilidade Urbana, que reúne amplo conteúdo sobre o tema.

Foto: Flávio Neves/Agência RBS

Em evento no Museu da Imagem e do Som (MIS), em São Paulo, a emissora trouxe alguns dos especialistas que colaboraram com artigos para o caderno.

Entre os palestrantes, Regina Meyer, professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP (FAU), mostrou um dado interessante: o boom de desenvolvimento de Tóquio, no Japão, aconteceu em paralelo ao crescimento da tecnologia sobre trilhos.

Enquanto isso, no Brasil, as cidades cresceram junto à indústria automobilística, a partir da década de 50, explicou Regina.

Gráfico: IPEA

Carlos Henrique Ribeiro de Carvalho, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), apontou assim a necessidade de se pensar em políticas voltadas ao transporte público, e não à aquisição de veículos.

O palestrante mostrou dados da pesquisa “Mobilidade Urbana no Brasil”, do IPEA, apontando que o maior crescimento nos últimos anos, no trânsito brasileiro, é principalmente de motocicletas.

Foto: reprodução

Para colocar em prática as melhorias, Orlando Strambi, professor de transportes da Universidade de São Paulo (USP), focou na importância da implementação de alternativas de baixo custo, como corredores de ônibus, para melhorar o funcionamento da cidade. Investimentos maiores, como novas estações de metrô, devem vir depois.

>> A mulher que mudou Nova York, com pouco dinheiro

No Caderno de Mobilidade há uma riqueza de dados e artigos que apontam os desafios da mobilidade urbana, desde o deslocamento cotidiano até a distribuição de cargas nos ambientes urbanos, passando pela crise internacional do petróleo e o planejamento urbanístico.

Você também encontra, no material, curiosidades sobre o uso de automóveis em Brasília, o rodízio de carros em São Paulo e a abordagem dos rios para o desenvolvimento urbano, social e econômico da cidade.

Nesse post, não cabem sequer metade dos temas abordados no Caderno de Mobilidade. Portanto, se você ficou curioso, a leitura é obrigatória e deve ser  inspiradora. 😉