Convivendo com os livros

Convivendo com os livros

Movimento Conviva

Projetos levam bibliotecas às ruas

Cultura no ponto de ônibus. Bibliotecas e redes wi-fi. Tudo de graça. Como assim? Onde? Fica no Brasil mesmo, e são projetos localizados em Porto Alegre, Brasília e São Paulo.

EstantePública ocupa o espaço urbano de um jeito simples: nas paradas de ônibus de Porto Alegre foram instaladas pequenas bibliotecas. Nas estantes ali colocadas, no lugar antes voltado à publicidade, há livros. O sucesso da primeira estante, em 2008, com 50 livros, deu origem a outras quatro.

Foto: divulgação.

E, enquanto algumas duraram poucos dias – sofrendo depredação -, outras ali ficaram por meses, estimulando a troca de livros e, claro, a leitura. Acha pouco? O projeto é incentivado pela Funarte. 🙂

Levar livros à população também é o objetivo de um projeto iniciado por um filósofo autodidataem Brasília. Apaixonado pela literatura desde os 16 anos, ele montou uma banca de livros e começou a emprestá-los no açougue em que trabalhava na época.

Há cinco anos, Luiz Amorim espalhou estantes com livros pela capital gaúcha que, hoje, evoluíram para estações culturais com rede de internet sem fio e computador que informa as notícias do dia. Esperar pelo ônibus, assim, fica bem mais divertido.

Outro exemplo, dessa vez em São Paulo, é a Bicicloteca. Depois de tentar pegar livros emprestados em bibliotecas municipais e não conseguir por não ter comprovante de residência, o ex-agropecuarista Robson Mendonça, com 60 anos de idade, decidiu que um dia criaria uma forma de levar a leitura para quem não tem acesso. Depois de ajudar a formar o Movimento Estadual da População em Situação de Rua, ele conseguiu apoio para realizar seu sonho e ter uma biblioteca itinerante, a Bicicloteca. “Levo até 200 quilos de livros pelo Centro todos os dias, quase 300 obras! Temos cerca de 18 mil livros para ser emprestados e 90% dos leitores são moradores de rua”, diz Robson.

Foto: Daniela Toviansky

O estímulo à convivência também existe em projetos fora do Brasil. Um que gostamos é o Little Free Library, dos americanosTodd Bol e Rick Brooks, que constroem minibibliotecas pelas ruas. Elas têm formato de casa – mas claro, em miniatura -, e estimulam o livre empréstimo dos livros. A dupla quer espalhar 2500 minibibliotecas pelo mundo.

Já se deparou com uma intervenção cultural assim, ou quis criar a sua? Interaja e conviva.

 

Imagem de capa: Folha de SP. http://migre.me/9Ke7r

Movimento Conviva

Instagran Youtube

Ciclofaixa São Paulo

Instagran Youtube

Ciclofaixa Osasco

Instagran