Cidades pelo mundo: São Francisco

Cidades pelo mundo: São Francisco

Movimento Conviva

 

Enquanto o uso de bicicletas para chegar até o trabalho nos Estados Unidos ficou, em 2009, em torno de 0,6%, em São Francisco o uso chegou a 3,2%. Mas por quê?

Critical Mass em São Francisco. Foto: http://migre.me/9W5cX.

Segundo matéria da revista The Big City, o hábito de pedalar aumentou 58% entre 2006 e 2010. Só que o crescimento aconteceu diante da impossibilidade da cidade se adaptar, legalmente, aos ciclistas, criando uma rede de ciclovias.

 

>> Bogotá integra carros e bikes com sucesso

>> Los Angeles: veja como é pedalar na cidade

>> Algo incrível em SF? Pedalar na ponte Golden Gate

 

O primeiro projeto da cidade que voltou sua atenção às bicicletas foi criado em 1997, o que criou a primeira rede de vias para quem pedalava. Mas 2005 foi o ano em que um planejamento mais abrangente, parte da chamadaBicycle Plan Policy Framework (BPPF), foi criado. O objetivo era ter mais ciclovias e espaços para estacionar as bikes com segurança.

Esse planejamento, contudo, não foi bem visto. Chegou aos tribunais sendo comparado a um ato de “destruir árvores”. Dá para acreditar? Por conta do processo, o projeto ficou estacionado e a cidade, hoje tão amigável e amada pelos ciclistas, precisou provar que o projeto beneficiava o meio ambiente.

Enquanto nada aconteceu – nem construções, nem melhorias -, o movimento e uso de bicicletas só cresceu. São Francisco é bastante conhecida por ser o berço da Bicicletada – conhecida mundialmente como Critical Mass -, e a evolução do uso de bikes aconteceu somente graças à demanda crescente e assertiva da população.

Critical Mass em São Francisco. Foto: http://migre.me/9W5gf.

A boa notícia é que, em 2010, o projeto finalmente foi aprovado e São Francisco conquistou o apoio legal que precisava para desenvolver sua infraestrutura ciclística para os usuários já espalhados pela cidade – que, aliás, não é nada plana para pedalar.

Em 2012, por exemplo, será lançado um sistema de empréstimo de bikes – mas só para a região central. São Francisco caminha, lentamente, para a formalização do uso da bike, que já é amplo há anos.

Foto: http://migre.me/9W5j3.

E a história mostra que, com a força da população, o estímulo à convivência pacífica e apoio ao transporte individual, sustentável e consciente, pode dar certo. Assim como em Porto Alegre, lá é possível levar a bike na frente do ônibus. E movimentos que promovem o transporte sobre duas rodas, como a Bicycle Coalition, estimulam a segurança nas ruas.

 

Foto de capa: http://migre.me/9W5k3.

Movimento Conviva

Instagran Youtube

Ciclofaixa São Paulo

Instagran Youtube

Ciclofaixa Osasco

Instagran