“Cidade a pé”: é preciso repensar a travessia de pedestres

“Cidade a pé”: é preciso repensar a travessia de pedestres

Movimento Conviva

A maioria dos semáforos ainda dá um tempo curto demais para a travessia dos pedestres paulistanos. Essa é a conclusão da Associação pela Cidade a pé em recente estudo na cidade de São Paulo.

No Dia Mundial sem Carro, uma ação aconteceu para observar como o direito de passagem é distribuído no tempo e espaço entre quem está a pé e também dos que conduzem veículos; se os tempos de travessias são suficientes para conforto e segurança dos pedestres; e, por fim, se os tempos de espera levam em conta o fluxo e quantidade de pessoas que aguardam para atravessar.

O “Desafio da Travessia” aconteceu no Viaduto do Chá e na Rua Libero Badaró.

Primeiramente foi avaliada a Libero Badaró. Ali, está disponível um total de 15 segundos para atravessar, sendo que, durante 5 segundos, o semáforo permanece verde e, nos 10 segundos restantes, fica em vermelho intermitente.

Já no Viaduto do Chá, é preciso cruzar duas “ilhas” e, com essa espera, o tempo necessário de travessia é de 1 minuto e 10 segundos, segundo a Cidade a Pé. Mas isso, claro, se os semáforos fossem sincronizados – e, como não são, os pedestres levam 2 minutos para atravessar o Viaduto.

A análise mostra, em primeiro lugar, que o tempo de semáforo vermelho para o pedestre no caso da Libero Badaró é o dobro do tempo em que ele está aberto – 30 segundos contra 15 segundos. Esse tempo é o menor possível para atravessar – rápido, sem fluxo intenso ou restrições de mobilidade.

Já no segundo caso, do Viaduto do Chá, além de demorada, a travessia exige mais tempo em condições especiais – caso o pedestre tenha audiência auditiva ou física, por exemplo:

Foto: Cidadeapé

Foto: Cidadeapé

Assim, a associação calcula que o tempo de travessia em ambos os cruzamentos, matematicamente falando, pode até ser suficiente. Mas o ideal é que esse tempo seja maior para, assim, se tornar livre de estresse e acomodar bem todo tipo de pedestre.

Os resultados completos da ação você encontra no site da Cidade a Pé.

Movimento Conviva

Instagran Youtube

Ciclofaixa São Paulo

Instagran Youtube

Ciclofaixa Osasco

Instagran